28 de novembro de 2004

--

encarar a cidade
como se fluísse o rio
e não a ponte



--

3 comentários:

F. A. Barros disse...

Mas de fato o rio não flui. Está parado. Já o que está sobre a ponte, flui.

Flah disse...

ow,finalmente consegui postar hehehehehhe soh num sei se vou lembrar a senha depois!!!!!

quanto ao caminho, onde sentar na terceira margem !!!!??????hehehehehehehehhehe

v. disse...

fa, foi o que eu disse.