1 de março de 2006

--
entre um passado e dois ou mais futuros

o presente não é ainda
mais do que memória
--

3 comentários:

ez disse...

de repente, o que pensara tratar de uma ilusão de ótica, era porque o que existia desapareceu diante de seus olhos.

Alexandre disse...

OLá menina!
Um beijão cheio de saudades!
Carioca

PHYLOS disse...

Humm, gostei. Mas preferia um texto maiorzinho. De novo, preferencia, apenas.